Início » Relacionamento sério » O que é o sexting e os riscos da prática

O que é o sexting e os riscos da prática

Com certeza o termo sexting soa familiar para você. Nos últimos anos a prática tornou-se muito comum, especialmente entre os mais jovens. O sexting mistura sexo com tecnologia.

Mas, se você deseja se satisfazer dessa maneira a precaução é fundamental. Frequentemente a história acaba mal e pode ter consequências desagradáveis.

Os especialistas alertam constantemente sobre os perigos dessa prática. Apesar de estar muito difundido entre os mais jovens, adultos também estão expostos aos riscos, já que na era pós pandêmica, muitos tiveram que se adaptar na hora de satisfazer seus desejos sexuais.

Por isso, vamos apresentar uma guia útil com os principais perigos do sexting, que talvez você não conheça. Confira como evitá-los e curta sem medo!

Mas afinal, o que é sexting?

Consiste em enviar mensagens, fotografias ou vídeos com conteúdo sexual a alguém através do celular. Algo que a maioria dos casais hoje praticam assiduamente, o que não é surpresa para ninguém. Desde uma mensagem picante até uma foto provocativa, há muitas maneiras de praticar o sexting.

Embora, obviamente, o que costumar ser mais excitante e arriscado, são os conteúdos íntimos mais explícitos. O que, nos últimos anos, tornou-se bastante popular. A qualidade da imagem, a dependência que temos dos smatphones ou aplicativos de namoro e sexo fizeram com que essa forma de exercer a sexualidade seja tão válida como qualquer outra.

No entanto, o sexting representa um risco potencial para adolescentes e menores, que em uma idade tão vulnerável já consideram essa prática como habitual ou normal. De acordo com um estudo da JAMA Pediatrics, um de cada sete adolescentes envia conteúdo sexual e um de cada quatro já o recebeu. Fato que se deve-se à maior liberdade sexual e integração da tecnologia como elemento fundamental em nossas relações sociais. Mas como qualquer outra mudança, existe um lado positivo e outro negativo. Tudo dependerá de vários fatores.

Quais os riscos do sexting?

Vamos começar analisando os perigos. Para quem são enviadas essas imagens? Estão protegidas? Essa prática é segura?

Cyberbullying

Este é um risco principalmente para os mais jovens. Imagine que você tenha 17 anos e envie uma foto sexual para alguém que você sente atração. E se essa pessoa não pensa o mesmo? Ou, ainda pior, e se ela não respeita a sua privacidade? A possibilidade de que essas fotos ou vídeos sejam postadas nas redes sociais ou serviços de mensagens é alta. E na internet tudo funciona a alta velocidade, e muitos conteúdos desse tipo podem viralizar.

Isso significa ter que suportar uma série de ataques e provocações. Principalmente em um ambiente potencialmente hostil com essas situações, como o ensino médio, por exemplo. Nessa fase da vida, esse tipo de ataque é um prato cheio para os agressores, que querem humilhar suas vítimas a todo custo.

Extorsão

Pensemos em outra suposição. O que aconteceria se você enviasse fotos provocativas para uma pessoa e ela perdesse o celular? Ou se o aparelho fosse hackeado? Nesse caso, se esse material cair em mãos erradas, você poderá sofrer extorsão.

O hacker poderá pedir dinheiro ou outras coisas em troca de não compartilhar ou enviar as fotos ou conteúdo sexual que possui. E curiosamente, é mais comum do que parece.

Mas não é necessário ir tão longe. Isso pode acontecer com o próprio destinatário desses vídeos ou fotos. Compartilhar esse tipo de mensagens com pessoas que você não conhece muito bem. Ou até mesmo com pessoas psicologicamente instáveis, que podem usar esse material para te chantagear diante de um término do relacionamento, por exemplo.

Grooming

Outro perigo do sexting, onde os jovens estão especialmente expostos. A pessoa que tem a intenção de realizar o ‘grooming’ se envolvem para ganhar a confiança da vítima aos poucos.

O objetivo é conseguir material sexual para consumo ou distribuição em sites pornográficos, obviamente, sem consentimento. O que sem dúvida, constitui um crime, mas geralmente a vítima não consegue detectar a ameaça à tempo.

Além disso, normalmente por medo, insegurança ou vergonha não denunciam o criminoso. Este é o lado mais sombrio do sexting.

Acesso à informações pessoais

Ter material íntimo gravado pode ter outras consequências indesejadas. Alguém pode descobrir informações pessoais como o onde você mora, seu lugar de trabalho etc. O que pode nutrir uma obsessão e fazer com que sua vida intima seja invadida. Embora seja algo menos comum, é importante estar cientes dessa possibilidade.

Como praticar o sexting com segurança?

Apenas com pessoas de confiança

Evite enviar conteúdo a pessoas que você acaba de conhecer. Antes de compartilhar a sua intimidade você precisa saber qual é o perfil da pessoa que o receberá. O ideal é que seja o seu parceiro fixo ou até mesmo um parceiro sexual, mas que haja um nível de respeito e conhecimento sobre seu caráter.

Proteja bem sua identidade

A extorsão ou perseguição começa quando você é identificado fotos ou vídeos. Portanto, tente proteger a sua identidade. Como? Evite mostrar o rosto, tatuagens, ou qualquer detalhe que podem ser usado para te identificar com facilidade.  

Seja claro com quem você está fazendo sexting

Antes de tudo, é ideal conversar para deixar as coisas claras. Realizar um acordo verbal, onde ambos se comprometem a respeitar a intimidade do outro.

Se você conheceu alguém por um aplicativo de encontros, é melhor esperar para conhecer a outra pessoa um pouco mais, antes de apimentar as conversas com fotos ou vídeos quentes.

A tecnologia trouxe novas formas de entender nossa sexualidade e compartilhá-la. O que embora tenha aspectos positivos, também pode ser perigoso a longo prazo. É por isso que recomendamos sejam tomadas uma série de precauções para não cair em riscos desnecessários.

Como você pode ver, eles também não são tão exigentes. Às vezes vale a pena ter um pouco de cabeça e paciência para evitar ficar chateado. E, claro, só pratique sexting quando se sentir confortável com isso. A primeira coisa, como em tudo, é se divertir. Você já experimentou?

E não é tão complicado, é apenas uma questão de bom senso. Às vezes vale a pena ter um pouco de cabeça e paciência para evitar problemas ou situações constrangedoras. E, claro, só pratique sexting quando se sentir confortável com isso. O mais importante, como em tudo, é se divertir. Você já experimentou?