A infidelidade online é cada vez mais comum na era digital

Os avanços tecnológicos são parte da nossa sociedade e facilitam a vida em diversos aspectos. Alguns positivos, outros negativos, como, por exemplo, a facilidade da infidelidade online.

Não podemos negar que homens e mulheres infieis aproveitam cada vez mais da tecnologia como meio para trair seus parceiros pelo internet.

A comunicação é cada vez mais rápida, não precisamos mais ir a bancos para fazer operações simples, e todas essas facilidades impactam diretamente no comportamento das pessoas.

Principalmente quando observamos a interação entre as pessoas. Podemos ter a real noção de como a tecnologia tem mudado o comportamento dos casais.

Basta perceber que muitos dos namoros atuais se iniciam pelas redes sociais, que também são um dos principais motivos para divórcios e fins de namoro.

A traição online é mais frequente pelas Redes Sociais e WhatsApp

infidelidade online pelo celular no whatsapp ou redes sociais

Segundo pesquisas recentes, 83% das pessoas que cometem infidelidades amorosas utilizam o celular como meio para trair.

É cada vez mais comum, advogados atenderem processos de divórcio por conta de mensagens trocadas pelo WhatsApp.

Além das mensagens trocadas no aplicativo, várias outras tecnologias podem ser usadas para ser infiel: redes sociais, aplicativos de encontros e até mesmo sites de relacionamento voltados para o público que deseja uma relação extraconjugal.

Todas as tecnologias que nos permitem conhecer pessoas e trocar mensagens facilita sim que a infidelidade ocorra.

Mas é preciso perceber que as tecnologias só são meios de repetirmos ou facilitarmos comportamentos que já temos no mundo offline.

Mas afinal, o que pode ser considerado uma traição online?

O tema da infidelidade online ainda é bastante complexo de ser abordado porque cada pessoa define a partir de suas experiências o que é uma traição.

Para alguns, a traição começa quando o parceiro passa a cortejar e desejar uma terceira pessoa secretamente.

Para outras pessoas a traição só se dá desde o momento em que existe contato físico e íntimo.

O fato é que, independente da sua visão sobre traição, é extremamente desagradável perceber que o parceiro está se envolvendo emocionalmente com outra pessoa, trocando mensagens e desejando um encontro pessoalmente.

Casal deve impor limites e respeitar a privacidade de ambos

evitar a traiçao online mas respeitar a privacidade

Muitas vezes por desconfiança ou até mesmo por insegurança o casal decide ter contas conjuntas em redes sociais. Ou, que um saiba a senha do outro na sua conta pessoal.

A realidade é que esse compartilhamento de dados pessoais não costuma funcionar para todos, e se de fato alguém está decidido a ser infiel pela internet a vigilância do outro de nada adianta para evitar a infidelidade.

O compartilhamento das redes sociais, ou dos dados pessoais como senhas pode não só não ajudar a controlar o parceiro, como também arruinar a relação de uma vez por todas.

O controle extremo pode gerar mais brigas e desgastes por causa da suspeita de uma traição.

Todos os relacionamentos precisam ser construídos com base na confiança! Afinal, é muito difícil ser plenamente feliz pensando o tempo inteiro no outro.

Dúvidas como onde o outro está, com quem está, o que está fazendo, só geram insegurança.

É preciso saber que o risco de uma infidelidade online sempre existirá. Assim como ocorra um deslize no trabalho ou qualquer outro lugar.

O mais importante é que o casal dialogue sobre isso. Ter uma relação sólida e com confiança é de extrema importante, principalmente no tempo em que estamos vivendos.

Afinal, a tendência é que estemos cada vez mais conectados, e esse risco sempre irá existir. Saiba administrá-lo.

Deixe um comentário